Novidades do Linux Mint para o mês de Julho de 2020

O Linux Mint tem novidade mesmo?
Novidades do Linux Mint para o mês de Julho.

Que o Linux Mint é uma distribuição bastante querida pelos brasileiros nós já sabemos. O sistema traz uma interface agradável para usuários que utilizavam Windows possam migrar com quase nenhuma dificuldade.

Como uma tradição do sistema, o líder do projeto Clement Lefebvre faz uma atualização mensal no blog da distribuição onde agradece as doações feitas ao projeto e traz algumas novidades sobre o sistema.

Feedback sobre o lançamento da versão 20

Segundo Clement, a versão 20 do sistema foi bem recebida e introduziu novos desafios tanto no lançamento quanto na atualização do sistema. A equipe estará focada em enfrentar esses desafios nos próximos dois anos, além de implementar novos recursos e aprimoramentos que estão listados no trello em seus próximos lançamentos.

Olhando o feedback de Junho, eles observaram que alguns usuários gostariam que o Linux Mint empacotasse o navegador Chromium. Eu acho uma opção interessante visto que o usuário que queira realizar a instalação do navegador não possui um candidato para instalação, somente tendo a opção de instalar a partir do site oficial, o que nem sempre é uma tarefa fácil ou até mesmo prática.

Também foi notada uma falta de autonomia ao lidar com pacotes externos durante a atualização. A equipe do Linux Mint está examinando estas duas áreas no momento para trazer uma solução.

Popularidade do Linux Mint

Foi feito um estudo sobre a popularidade de lançamentos do Linux Mint que mostraram alguns resultados interessantes para a equipe, além de aumentar a percepção sobre a base de usuários do sistema.

Versões do Linux Mint.
Popularidade entre as versões do Linux Mint

De acordo com o gráfico acima, mesmo com a versão mais recente atraindo usuários, mais da metade dos usuários utilizam a versão 19.x. O antigo Linux Mint 18.x e a versão 20 representam 20% da base de usuários. Mesmo tendo atingido o “End Of Life”, o Linux Mint 17.x ainda possui mais usuários ativos do que sua versão LMDE 4.

Lançamentos do Linux Mint
Popularidade entre os lançamentos do Linux Mint

De acordo com esse outro gráfico divulgado, os últimos lançamentos pontuais ( “.3”) que estão marcados com um “ * ” no gráfico, são os mais populares de suas respectivas séries. Acredito eu que por conta do sistema sempre atualizar para essa versão. A equipe acha esse dado interessante, pois mostra que além dos novos recursos, essas versões são mais maduras para o usuário final.

A essa altura do campeonato, imagino que você deva estar se perguntando: Mas como eles possuem todos esses dados? Bem, ele é gerado a partir de estatísticas de tráfego e depende apenas da página inicial do navegador padrão, que segundo a equipe, os usuários podem e devem alterar. 

Página inicial do Linux Mint
Página inicial do Linux Mint após a instalação

A popularidade de séries mais antigas e os últimos lançamentos de ambas as séries do sistema, indicam para a equipe que uma grande parte dos usuários pode estar mais focada na maturidade e falta de bugs na distribuição do que em recursos.

Linux Mint Debian Edition

O LMDE 4 também recebeu algumas atualizações durante esse mês e agora conta com o Cinnamon 4.6, além dos novos recursos que vieram com o Linux Mint 20.

Esta versão em específico do sistema é bem pequena e possui pouca relevância se comparada com a versão Ubuntu, ela não é promovida pela equipe e também não possui o objetivo de competir com a versão principal. Então qual o motivo da equipe gastar esforços e recursos com essa versão?

A resposta é simples, o LMDE é desenvolvido como um plano B, caso algum dia o Linux Mint tenha que mudar de base. Ele diz para a equipe o quanto eles dependem do Ubuntu e o quão bem eles poderiam viver sem ele. 

Essa versão também auxilia no desenvolvimento, ajudando a rastrear problemas em suas ferramentas e projetos, embora eles também recebam vários comentários downstream do Arch e Fedora.  Eles podem comparar rapidamente as bases Ubuntu e Debian, e saber se o problema é específico do Linux Mint ou não.

Segundo a equipe, mesmo não tendo um grande apelo aos usuários, enquanto o LMDE custar pouco e for um projeto de qualidade, ele é um projeto de sucesso.

Com essa postagem no blog do Linux Mint, senti que as próximas versões do sistema serão um pouco mais conservadoras e baseadas no ditado “em time que está ganhando não se mexe” trazendo menos recursos e novidades, focando apenas na estabilidade do sistema.

Você utiliza o Linux Mint? O que achou das “novidades”? Deixe pra gente nos comentários, e até a próxima notícia, dica ou tutorial!

Talvez Você Também Goste