Como criar um tema filho no WordPress

Criando um tema filho no Wordpress

Imagine o seguinte cenário: você acabou de instalar o seu WordPress, escolheu um tema, porém quer fazer algumas mudanças no código. Logo depois disso, vem uma atualização no tema e você perde todas as modificações realizadas. E se eu te disser que existe uma maneira simples de resolver esta questão?

É aí que os temas filhos entram. Também conhecidos como “child theme”, a sua função é basicamente herdar todos os recursos do tema do seu “pai” e permitir modificações de código, sem correr o risco de perder tudo em uma possível atualização do tema principal.

Alguns temas na internet já vem com o “child theme” disponível nos arquivos, e nestes casos basta fazer upload dos dois arquivos e ativar o tema filho. Porém, se o tema que você utiliza não possui um “child theme” disponível, fique calmo que é bem simples resolver.

Primeiramente, faça uma pasta para o seu tema filho. Dentro dela, será necessário criar dois arquivos: um “style.css” e um “functions.php”. Dentro do arquivo CSS, precisaremos informar ao WordPress algumas informações sobre o tema, como no exemplo abaixo:

Configurando o arquivo style.css do tema filho

/*
Theme Name: Chaplin Child
Theme URL: https://craveiro.me/
Description: Chaplin Child Theme
Theme Author: Anders Norén
Author URL: https://www.andersnoren.se
Template: chaplin
Version: 1.0.0
Text Domain: chaplin-child
*/

Agora, vamos dissecar o que cada uma dessas linhas significam:

  • Theme Name: esse é o nome do seu tema filho. Geralmente é o nome do tema pai seguido de “Child” para uma melhor compreensão, mas é possível escolher o nome que preferir;
  • Theme URL: neste campo é informada a URL do tema pai, geralmente no repositório do WordPress, Themeforest ou qualquer outro lugar de onde o tema tenha vindo;
  • Description: faça uma pequena descrição do tema, que será exibida na aba “Temas” do WordPress;
  • Theme Author: este campo informa o nome do autor do tema;
  • Author URL: aqui é informada a URL do autor, podendo ser um blog, rede social ou qualquer outro link;
  • Template: este é o campo mais importante, onde é informado qual é o tema pai. Para descobrir qual é a informação que deve ser inserida, basta verificar dentro do arquivo “style.css” do tema pai e copiar o nome que vem logo após o campo “Text Domain”;
  • Version: se você quiser fazer um controle de versões, é possível utilizar o campo Version para isso;
  • Text Domain: este campo é uma variável única que serve como uma representação do seu tema, que poderá ser utilizada por algumas funções no PHP.

Criando o arquivo functions.php

Ajuste as variáveis de acordo com o seu tema pai, e salve o arquivo. Feito isso, passaremos para o arquivo functions.php. Copie o código abaixo e cole no seu arquivo.

<?php
    add_action( 'wp_enqueue_scripts', 'enqueue_parent_styles' );

    function enqueue_parent_styles() {
    wp_enqueue_style( 'parent-style', get_template_directory_uri().'/style.css' );
}

Este código vai puxar os arquivos do tema pai para que o tema filho seja exibido corretamente. Uma vez que o tema filho não possui nenhuma cópia dos arquivos do seu pai.

Após salvar este arquivo, basta compactar a pasta em formato .zip, fazer upload no painel do seu WordPress e ativar o tema! Assim você já terá um tema filho ativado e poderá fazer qualquer modificação que desejar.

Se você tiver alguma dúvida sobre tecnologia, ou quiser compartilhar conhecimento com a comunidade, o Diolinux Plus é o espaço ideal para isso. Venha fazer parte da nossa comunidade!

Até a próxima!

Talvez Você Também Goste
Como instalar o Ubuntu por Pen Drive com o Unetbootin
Continue lendo

Como instalar o Ubuntu por Pen Drive com o Unetbootin

Instalar sistemas operacionais Linux por um pen drive, além de prático, é muito fácil. Hoje você vai aprender a instalar o Ubuntu através de um simples pen drive e também vai aprender a configurar a persistência para poder usar o pen drive como um sistema operacional portátil.