Ubuntu ajuda Apellix a salvar vidas

Ubuntu ajuda Apellix a salvar vidas

A Apellix é uma Start-up da Flórida, EUA, que é especializada em robótica área (Drones), e foca em usar esse tipo de tecnologia para poupar a vida de trabalhadores, reduzindo os riscos ao fazer trabalhos em grandes altitudes, além de tornar certas atividades economicamente mais viáveis.  

Segundo as informações publicadas no blog do projeto, a Apellix está trabalhando com Ubuntu para entregar os Drones que prometem ajudar a salvar vidas de trabalhadores norte americanos.

Em 2016, cerca de 16% das mortes em locais de trabalho nos EUA foram atribuídas a quedas de grandes altitudes. Com os Drones especializados em fazer trabalhos monótonos e demorados, além de economizar dinheiro, a empresa pretende evitar colocar seres humanos em situações perigosas, como fazer pinturas de prédios, limpeza de janelas, transporte de objetos para grandes altitudes, entre outras situações.  

Apellix

Junto com a Canonical, a Apellix criou um estudo de caso mostrando o quanto a tecnologia IoT pode ser útil em cenários que não eram pensados há pouco tempo, e como o Ubuntu serviu como base para essa nova tecnologia, usando inclusive tecnologias como pacotes Snap e o sistema de controle de qualidade de longo prazo, com versões LTS promovidades pela empresa. Veja a análise no papernesta página.  

Abaixo você vê uma pequena demonstração de uma atividade que um dos drones pode fazer:  

E você, já fez um Drone voar com Linux? Compartilhe suas experiências no nosso fórum.  

Até a próxima!


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Talvez Você Também Goste
fontes da Microsoft no Fedora
Continue lendo

Como instalar as fontes da Microsoft no Fedora

As fontes da Microsoft são bem populares, e inclusive algumas delas como Arial e Times New Roman podem ser necessárias no caso de realização de um TCC. Já ensinamos aqui no blog como instalá-las no Ubuntu, Linux Mint e variados, e hoje iremos te ensinar a instalá-las no Fedora com um simples comando.