A revolução do SUSE Manager 4

A revolução do SUSE Manager 4

À medida que mais empresas buscam a transformação para uma infraestrutura mais ágil, aproveitando a tecnologia híbrida de várias nuvens, a necessidade de um gerenciamento de infraestrutura aplicado e centralizado continua a crescer, e as grandes empresas do mundo Linux precisam estar preparadas.  

A SUSE lançou uma grande atualização, anunciou nesta semana a disponibilidade do SUSE Manager 4 e do SUSE Manager 4 para varejo, com soluções de gerenciamento de infraestrutura de código aberto.   

Isso ajuda as operações de TI das empresas e as equipes de DevOps a reduzir a complexidade e a recuperar o controle dos ativos de TI, independentemente de onde estejam, aumentar a eficiência e, ao mesmo tempo, cumprir as políticas de segurança e otimizar as operações por meio da automação para reduzir custos.

Rumo à transformação, as empresas buscam uma infraestrutura mais ágil. Por isso, a SUSE ajuda seus clientes a adotarem a infraestrutura definida por software, para que possam continuar inovando, competindo e crescendo no mercado atual. Também fornecemos as ferramentas necessárias para operar ambientes mistos eficientemente”, afirma Daniel Nelson, vice-presidente de Produtos e Soluções da SUSE. “O SUSE Manager gerencia sistemas físicos, virtuais e containerizados a partir de uma única central”. 

Como um componente-chave de uma infraestrutura definida por software, o SUSE Manager 4 permite que os clientes que:


• Reduzam os custos e simplifiquem o gerenciamento aprimorado do ciclo de vida do conteúdo, que facilita a movimentação e o gerenciamento de pacotes em todo o ciclo de DevOps. O gerenciamento de máquinas virtuais, com automação nativa do Salt, permite o gerenciamento quase em tempo real de centenas de servidores;

• Aumentem a disponibilidade e a visibilidade com recursos ampliados de monitoramento e alertas baseados na ferramenta Prometheus. Isso permite que os clientes identifiquem e resolvam problemas em menor tempo;

• Utilizem uma infraestrutura definida por código nativo, por meio do Salt, tornam mais fácil do que nunca instalar, configurar e manter em conformidade o landscape de SAP HANA.

• Reduzam a complexidade com uma única ferramenta para gerenciar qualquer servidor Linux na sua infraestrutura, em qualquer plataforma de hardware Enterprise, de dispositivos de IoT, até para ambiente Kubernetes, não importa onde esteja localizado, em um datacenter próprio, um terceiro datacenter ou na nuvem.

As empresas valorizam o acesso à inovação fornecido por tecnologias open source, como o Linux. Organizações que dependem de várias distribuições Linux enfrentam, muitas vezes, inúmeros desafios de gerenciamento, à medida que aumentam a complexidade e a escala de seus ambientes corporativos. A conformidade e o controle consistentes e automatizados são particularmente importantes para manter os níveis de desempenho e segurança exigidos pelos aplicativos de missão crítica que atendem a um grande número de usuários finais”, diz Mary Johnston Turner, vice-presidente de pesquisa de Gerenciamento de Nuvem da IDC.

SUSE Manager for Retail 4

O “SUSE Manager for Retail” oferece gerenciamento de infraestrutura open source otimizado e adaptado especificamente para o setor de varejo, com todas as funcionalidades apresentadas pelo SUSE Manager 4 e mais funcionalidades para as demandas de infraestrutura do mercado de varejo, permitindo a padronização de centena de pontos de atendimento, quiosques e pontos de venda.

Isso permite que os clientes da SUSE reduzam os custos, otimizem operações e garantam a conformidade em toda a infraestrutura de TI no varejo.

De mainframes e clusters de HPC, servidores bare metal e máquinas virtuais, terminais de ponto de serviço, quiosques, até sistemas de autosserviço em distribuição Linux, o SUSE Manager for Retail 4 tenta se colocar no mercado como a solução ideal.

Dentre os recursos do SUSE Manager estão:

• Criar, implantar e manter imagens de forma central para os pontos de serviços;
• Implantar atualizações de software nos pontos de serviços;
• Gerenciar todas as configurações por infraestrutura por código nativo, Salt;
• Automatizar o monitoramento, rastreamento e relatórios de sistemas;
• Utilizar uma segurança mais forte para evitar a perda de dados;
• Manter a conformidade no seu ambiente de ponto de serviço;
• Pesquisar o status de conformidade dos sistemas em relatórios vulnerabilidades;
• Manter uma loja totalmente gerenciada, atualizada e um ambiente compatível, com carga limitada na largura de banda disponível entre a loja e um local de gerenciamento central.

O SUSE Manager 4 já está disponível e as imagens também estão disponíveis no Amazon Web Services (AWS), no Google Cloud Platform e no Microsoft Azure. Para obter mais informações sobre o SUSE Manager 4  basta clicar aqui.  

Participe da discussão sobre produções de gerenciamento no nosso fórum, até a próxima!  


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Talvez Você Também Goste