Microsoft lança o novo Terminal do Windows, com integrações com Command Prompt, PowerShell, e WSL

Em mais um anúncio feito na sua conferência para desenvolvedores, a Build 2019,  a Microsoft anunciou a reformulação total do seu terminal. A principal novidade é poder utilizar em um só lugar o Command Prompt, PowerShell e o WSL. O anúncio também consta no blog oficial da Microsoft.

 Microsoft lança o novo Terminal do Windows, com integrações com Command Prompt, PowerShell, e WSL



O novo terminal do Windows se chamará, Windows Terminal (nada muito criativo 😁) e terá agora a possibilidade de abrir múltiplas abas, como já víamos nos terminais das distros Linux, mas no caso do Windows, podendo ser utilizado em cada aba uma função diferente, como em uma o Command Prompt (Prompt de Comando), em outra o PowerShell e em uma terceira aba podendo abrir o terminal do Ubuntu via WSL. Assim trabalhando com as três ferramentas em um só lugar.

O mais curioso, foi que a Microsoft fez um vídeo promocional de 50 segundos para divulgar essa nova versão do Terminal. Tanto que chamou a atenção do Alan Pope, um dos devs da Canonical que trabalha na parte dos Snaps, que fez o seguinte comentário:

“Eu nunca tinha visto um vídeo de marketing para um terminal antes. E não esperava que a Microsoft iria fazer um e tão bem feito…”

O comentário foi feito tanto no vídeo da Microsoft quanto no seu Twitter.

       
Algo que sempre estamos pontuando aqui no Diolinux é a carência de marketing no Linux, claro que na parte de servidores sistemas como o Suse Linux possuem uma ótima pegada com suas paródias, mas marketing vai além. Curiosamente o terminal que é sempre taxado como algo “intocável e retrógrado” ganha uma atenção por parte da MS com esse vídeo promocional. Será que enfim estaremos vendo o fim de um tabu, usar o terminal? Visivelmente o anúncio tinha como foco os desenvolvedores (e também esse era o objetivo da conferência). Entretanto alguns anos atrás não era de se esperar um vídeo desses encabeçado pela Microsoft, não foi atoa que o Alan Pope e muitos ficaram surpresos.

Claro, um terminal é só um terminal, mas isso não quer dizer que ele precise ser “feio” ou desagradável de usar, essa versão do terminal da Microsoft me lembra um pouco o terminal do Deepin, misturando conceitos também do terminal do KDE e do GNOME, o resultado final acabou sendo “de encher os olhos”.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá  no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Talvez Você Também Goste