“Life is Strange: Before the Storm” será lançado para Linux e macOS

"Life is Strange: Before the Storm" será lançado para Linux e macOS

O prelúdio do (quase “cult”) game da Square Enix, “Life is Strange”, será lançado para Linux e macOS no nosso Outono, portado mais uma vez pela Feral Interactive e disponibilizado através da Steam.

O game “Life is Strange” foi, certamente, um dos melhores e mais emocionantes jogos que eu já pude jogar no Linux. O jogo de escolhas determinando o caminho que a história terá é algo que me agradou muito.

Quando fiquei sabendo do lançamento do prequel, contando a história que acontece antes do jogo em si a minha ansiedade para jogar aumentou!

Infelizmente, no day one o game não estava disponível para Linux e macOS, a ponto de eu ter até me esquecido de que queria jogá-lo, mas hoje fui surpreendido com um e-mail dos nossos amigos da Feral Interactive informando que, além de “Rise of the Tomb Raider“, a próxima primavera norte americana também nos trará “Life is Strange: Before the Storm“.

Se você nunca viu um gameplay de “Life is Strange” e não conhece muito bem a proposta do jogo, convido-o para assistir ao que fizemos no canal, confira:

Se você curtiu o primeiro vídeo, saiba que temos uma série completa zerando o primeiro episódio no canal, basta clicar aqui para acessar a playlist.

Assim como o primeiro título, “Before the Storm” também é dividido em capítulos e será lançado para Linux e macOS com todos eles já prontos, debugados e liberados. Atualmente o jogo está saindo por R$ 44,99 na Steam com todos os episódios inclusos e sua versão Deluxe, que entrega um episódio extra, novas roupas para os personagens e alguns outros detalhes extras, custa em torno de 65 reais.

O jogo

Life is Strange Before The Storm

Life is Strange: Before the Storm” é uma nova história independente do título anterior, mas que se passa no mesmo universo. É dividida em três partes, que se passam três anos antes do primeiro jogo da franquia. Franquia essa que venceu o prêmio BAFTA inclusive.

Se no jogo anterior nós jogávamos com a Max, neste segundo título jogamos com a melhor amiga dela, Chloe Price, uma jovem de 16 anos que faz uma amizade inesperada com Rachel Amber, uma garota bonita e popular e passamos a entender o que aconteceu com a personagem principal antes da chegada de Max.

Quando Rachel descobre um segredo familiar que ameaça destruir o mundo dela, é a nova amizade com Chloe que dá forças para ela seguir em frente. Agora juntas, as garotas precisam confrontar os demônios uma da outra e encontrar uma forma de superá-los.

Os principais destaques do jogo, segundo os desenvolvedores, são:

ꔷ Aventura narrativa influenciada por escolhas e consequências;

ꔷ Finais alternativos que variam de acordo com suas decisões;

ꔷSistema de “Bate-boca” – Um modo de conversa por risco/consequência que permite a Chloe usar sua língua afiada para provocar ou convencer outros personagens;

ꔷ Pichar muros para deixar “a nossa marca”;

ꔷ Escolha as roupas de Chloe e causar reações diferentes nos outros personagens;

ꔷ Trilha sonora marcante, com músicas indie licenciadas, e tema original, assim como no primeiro jogo.

A jogabilidade é muito semelhante ao primeiro título, com poucos elementos diferentes, os gráficos receberam um polimento visual, apesar de parecerem “antiquados”, este foi claramente um conceito artístico aplicado de forma consciente. De qualquer forma, o destaque de “Life is Strange” nunca foi seus gráficos (apesar de eu gostar deles) e sim a sua história envolvente, que te prende e faz você querer jogar um capítulo após o outro, como se estivesse vendo uma série da Netflix que gosta muito.

A versão da Feral Interative

A Feral Interative mais uma vez fará o porte do jogo para Linux e macOS e ao que tudo indica, mais uma vez teremos o Vulkan como API gráfica para o título. 

O game em si não é muito pesado, máquinas modestas são capazes de rodá-lo com gráficos mínimos.

Atualmente não temos especificações para Linux e macOS disponíveis, mas os requirimentos mínimos para Windows são:

– Sistema operacional de 64 bits;

– Processador Core i3, AMD Phenom X4 ou superior;

– 3 GB de RAM;

– Placa de vídeo AMD Radeon R7 250  ou Nvidia GTX 650;

– 14 GB de Armazenamento.

Podemos tomar estes valores como base e estimar que as versões para Linux e macOS não serão muito diferentes disso.

O áudio do game será apenas em Inglês, mas teremos legendas em Português do Brasil, Francês, Alemão, Italiano, Espanhol e Chinês (Simplificado).

Assim que o game for lançado nós traremos gameplays para o canal, então fique ligado! 

Mais informações você encontra no site da Feral Interactive.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez Você Também Goste
GPK-Application - Um gestor de pacotes para Ubuntu e derivados
Continue lendo

GPK-Application – Um gestor de pacotes para Ubuntu e derivados

Existem alternativas para se fazer de tudo no mundo Linux, e dentro do mundo Debian e Ubuntu, duas das distros mais populares, não seria diferente. Hoje você vai conhecer o GPK-Application, um gestor de pacotes que pode te permitir maior maleabilidade do que a GNOME Software, que vem por padrão nas instalações padrões do Ubuntu e no Debian com GNOME.