Kernel Linux 4.15 terá melhor suporte para placas AMD

Boas novas para os usuários Linux que vão aderir às novas gerações de placas de vídeos da AMD, a nova versão do Kernel Linux trará suporte nativo para elas de forma aprimorada.

AMD no Kernel Linux 4.15



Nesta semana eu e o Gabriel, que trabalha no Diolinux comigo (e no canal Toca do Tux), tivemos uma reunião com o pessoal da AMD (em breve teremos conteúdo para o canal Diolinux) e colhemos algumas boas novidades.
O futuro Kernel Linux 4.15, que ainda será liberado, vem com mais de 130 mil linhas de código novas provindas da AMD, suportando especialmente a nova arquitetura Vega. O novo Kernel virá com o AMDGPU DC, que é uma implementação de código para o driver AMDGPU DRM. Ele trará suporte para o “atomic mode-setting”, suporte para as placas RX Vega out-of-the-box, suporte para Raven Ridge, Audio HDMI/DP e até mesmo para o FreeSync e mais alguns recursos que a AMD vem implementando em seus últimos produtos.
Até o momento o AMDGPU DC será habilitado por padrão somente em hardware Vega, no entanto, implementações para outros hardwares poderão ser feitas manualmente pelo usuário ou talvez pelas próprias distribuições Linux conforme elas empacotarem seus drivers.
Existem alguns testes muito consistentes mostrando que o desempenho das novas Vega no Linux são muito bons, o suficiente para competir, pelo menos em parte, com o suporte que a Nvidia dá para o Linux atualmente. Se isso realmente acontecer seŕa ótimo para o mercado. 
O fato interessante aqui é que você não vai precisar instalar drivers para utilizar essas placas, basta conectá-las ao seu computador e o suporte será nativo. As futuras gerações da AMD para Linux prometem, fique ligado no Diolinux para acompanhar o material que produzimos e até a próxima!
_____________________________________________________________________________

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.