Como habilitar a aceleração de Hardware no VMWare no Linux

Como habilitar a aceleração de Hardware no VMWare no Linux

Hoje vamos aprender a habilitar aceleração gráfica de hardware no VMWare Player ou Workstation no Linux.

Aceleração de Hardware VMWare no Linux

Eu dou aulas de informática na empresa onde trabalho alguns dias da semana e lá, eventualmente tenho de usar o Windows por conta do tipo do curso dado, mas como não tenho a intenção de fazer um dualboot no meu computador só para dar algumas aulas por semana resolvi usar o VMWare para tal, o VirtualBox me parece ter maior desempenho usando Linux, entretanto, quando o sistema virtualizado é o Windows tenho a impressão de melhor desempenho do VMWare.

Veja também: Como instalar o VMWare Player no Linux.

De qualquer forma, apesar de instalado e funcionando de maneira satisfatória o VMWare Player insistia em não reconhecer a aceleração de Hardware no meu Notebook com placa Intel usando o Ubuntu 14.04.3 LTS, mas eu encontrei a solução e agora vou compartilhar com você.

Além de marcar a opção de aceleração 3D nas configurações da sua máquina virtual você deverá fazer uma pequena mudança.

aceleração de hardware ubuntu

O aviso de falta de aceleração gráfica a que me refiro é semelhante a este abaixo:

Aceleração gráfica

O que acontece é justamente o fato do VMWare não reconhecer o driver instalado, por isso precisamos tirá-lo do blacklist da aplicação, no meu caso estarei usando o Ubuntu e o GEDIT (editor de textos), mas pode ser qualquer um outro.

Abra o terminal e cole este comando, ele vai abrir um arquivo de texto para editar as configurações dos drivers do VMWare.

gedit ~/.vmware/preferences

Dentro do arquivo que se abrir cole a seguinte linha no final do arquivo:

mks.gl.allowBlacklistedDrivers = TRUE

VMWARE

Apenas cole a linha ao final do arquivo e salve, problema resolvido, teste a sua máquina virtual novamente.

Até a próxima!

Talvez Você Também Goste
Grid de apps do Gnome pode receber novidades
Continue lendo

Grid de apps do Gnome pode receber novidades

Recentemente abordei uma funcionalidade que está sendo implementada no grid de apps do Gnome-Shell, na qual possibilita “arrastar e soltar” as aplicações nas pastas e melhorar a organização da interface. Parece que mais novidades possam aparecer, deixando mais rico a experiência de utilização do usuário.