Usar anti-vírus pagos nas empresas é desperdício de dinheiro – afirma pesquisa

Não adianta pagar, as pragas vem aí

Segunda uma notícia que li hoje no idgnow, uma pesquisa de uma universidade americana com parceria com uma empresa analisou cerca de 80 marcas de anti-vírus diferentes e chegou a conclusão de que softwares deste tipo são ineficazes, visto que a maioria que foi testada tirou uma nota ZERO bem redonda quando foi testada da seguinte maneira:
A máquina foi infectada com o vírus novo que não estava no banco de dados do anti-vírus, o resultado foi tão péssimo que nem mesmo a Heurística do software conseguiu suspeitar algo.
E mais, os programas em sua maioria demoraram por volta de 3 semanas para reconhecer o arquivo como vírus e alguns ainda excluir “mal” o arquivo invasor.
O melhor anti-virus é o usuário
Isso tanto em anti-vírus pagos como em gratuitos, fazendo o pessoal do estudo chegar a uma conclusão mais do que obvia, não vale a pena pagar por um software antivírus, 
O dinheiro gasto em licenças de software poderia ser muito melhor investido em treinamento com plataformas abertas, dessa maneira além de incentivar uma tendência, ainda iram agregar valor intelectual ao funcionários.
Vale lembrar que o melhor anti-vírus é o próprio usuário, mas se você usa o Windows procure tomar mais cuidado ainda, use um bom anti-vírus de marca confiável, como Avast ou AVG e use um Firewall também, sugiro o Zone Alarm.
Caso você use Linux como eu, pode ficar um pouco mais tranquilo, pois é pouco provável que um vírus nos afete, mas é bom ficar esperto, Java Scritp não respeita plataforma.

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?


Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  – Siga também nossos escritores 
Talvez Você Também Goste