Pixelbook Go será o sucessor do Pixelbook e com tela em 4k

Pixelbook Go será o sucessor do Pixelbook e com tela em 4k

O Google é conhecido mundialmente pelos seus produtos que ajudam as pessoas no dia a dia, como o GDrive, Google Chrome, Gmail, GDocs. Nos últimos tempos, vem também investindo no Google ChromeOS, o seu sistema operacional para “suportar” todos esses serviços, da forma que a empresa achar melhor.  

O Google também vem investindo em hardware, mais precisamente nos laptops Pixelbooks. Esses já vem com o Google ChromeOS instalado “de fábrica” vamos assim dizer e são feitos diretamente pelo Google.  

Diferente da sua primeira versão, o Pixelbook Go vem para dar mais enfoque as tarefas do dia a dia, como criar planilhas, documentos, ver vídeos, navegar na internet e por aí vai. Isso tudo dentro do ChromeOS e com integração dos serviços com os apps, mais ou menos parecido com o que a Apple faz no seu ecossistema, com o iOS e macOS.

GBzi0c HHgx854muKuD0rZQjkJtRPz6NcxbfVMMFYS h1gVqXAEqaPg4MtSbGWezz545x zFBS5Qc5fLfPfpjdUIaWRixIyAOvvgJjjsujWJirJCBz8Am0 vvdAW9XYKDs BFpVN

Segundo informações levantada pela pessoal do site 9to5Google, o Pixelbook Go vai ser voltado para portabilidade e mobilidade, sendo assim extremamente leve. A construção dele seria em uma “liga de magnésio” para que isso fosse possível. Também foram reveladas algumas especificações técnicas do laptop, como:

  • Tela de 13,3” com proporção de 16:9 e podendo ser em FullHD ou em 4K;
  • Processadores podendo ser Intel Core i3, i5 e i7;
  • Memória RAM podendo ser de 8GB ou 16GB;
  • Armazenamento podendo variar de 128GB ou 256GB;
  • Dois alto-falantes potentes de primeira linha e dois microfones na frente (não especificados os modelos de fabricantes);
  • Câmera frontal de 2MP que pode capturar 1080p a 60fps;
  • Os componentes são muitos parecidos com o Pixel Slate, como o Chip Titan C, o WiFI e Bluetooth.
  • Os conectores continuam iguais ao Pixelbook, tendo portas USB-C e conector de 3.5mm para fone de ouvidos.  

Segundo a estimativa do site, o Pixelbook Go ficaria na faixa dos US$799 ou mais.   

Se eu tivesse a possibilidade de ter um desses Pixelbooks ou até mesmo um Chromebook feito pelo Google, gostaria muito de testar eles para ver “até onde o sistema aguenta” e ver quais limitações teriam. Ainda acho que o Google deveria ter uma dessas belezinhas com uma GPU dedicada e talvez ver como o sistema se sairia em jogos, edições de vídeo e afins. Quem sabe em um futuro breve.  

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.  

Espero você até a próxima, um forte abraço.  


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Ubuntu 19.10 poderá iniciar até 7x mais rápido
Continue lendo

Ubuntu 19.10 poderá iniciar até 7x mais rápido

Não é segredo para ninguém que a Canonical, empresa responsável pelo Ubuntu, vem trabalhando em melhorias no boot do sistema. Queixas de inúmeros usuários relatando uma demora no início do sistema, graças aos aplicativos no formato Snap. Digamos que as coisas ainda não são perfeitas, mas houve uma melhora perceptível neste aspecto. Agora eis chegada a hora de melhorar o boot, relacionando ao Kernel Linux do Ubuntu.