Novidades do Linux Mint em setembro de 2020

Novidades do Linux Mint em setembro de 2020: Tem muita correção

Recentemente, Clement Lefebvre compartilhou sua atualização mensal sobre o Linux Mint. O sistema trouxe várias correções de bugs e uma solução bastante “inusitada” (alerta de sarcasmo), para um problema que o sistema criou desde o lançamento de sua versão 20.

Além das novidades que o sistema traz, foi aberta uma pesquisa com a comunidade para o desenvolvimento de uma nova aplicação para o mundo Linux. Vamos falar um pouco sobre as notícias do Linux Mint no mês de Setembro.

Problemas no Linux Mint 19

Bem, vamos começar primeiramente com as notícias ruins. A equipe do Linux Mint encontrou um problema crítico durante a atualização do arquivo base 19.0.2 enviada para a versão 19 do sistema.

Embora pareça um erro pequeno, esta atualização interrompeu a sequência de inicialização do sistema e o Timeshift não conseguiu corrigi-la ao restaurar o sistema para um backup anterior.

A equipe do Linux Mint não poderia ter previsto o impacto desta atualização no sistema, mas segundo eles, a atualização ensinou uma lição quanto à detecção de falhas de compilação, e mostrou uma limitação no Timeshift, que pode ser trabalhada no futuro.

Essa atualização foi retirada um dia após seu envio, e a equipe disponibilizou uma solução em seus fóruns para corrigir este problema.

O caso Chromium no Linux Mint

Após a equipe da Canonical decidir empacotar o navegador de internet Chromium apenas no formato snap, a equipe do Linux Mint removeu o suporte ao formato em seu sistema e “impediu” a instalação de snaps em seu sistema, incluindo o navegador Chromium.

Muitos usuários do Linux Mint utilizam o navegador Chromium, porém ao tentar instalá-lo, o sistema dizia que não tinha um candidato a instalação já que não é possível instalar o pacote snapd no sistema. A partir de agora o Linux Mint irá empacotar o Chromium e fornecê-lo em seus repositórios oficiais.

O pacote do Chromium recebeu alguns patches das versões de Ubuntu e Debian. Caso o usuário queira testá-los, pode realizar o download para o Linux Mint 20 e o LMDE 4. Ainda não sabemos se as versões anteriores serão contempladas com navegador em seus repositórios.

Aplicativos do Linux Mint

O Linux Mint traz uma seleção bastante interessante de aplicações desenvolvidas pela própria equipe ou por parceiros do sistema operacional. No relatório de setembro, Clement falou sobre o WebApp Manager e um projeto paralelo para uma aplicação de sticky notes.

Linux Mint WebApp Manager

O WebApp manager foi apresentado pela equipe no mês de agosto e ao que parece, ele foi muito bem aceito na comunidade, recebendo vários feedbacks positivos e relatórios de bugs que ajudaram a melhorar ainda mais a ferramenta.

A equipe anunciou o lançamento da versão 1.0.5 da aplicação que conta com várias correções de bugs, além de melhorias nas traduções e na UI. Caso você queira testar a ferramenta basta realizar o download.

Sticky Notes no Linux Mint

Julgado por muitos e amado por alguns usuários, os sticky notes são como post-its que ficam “colados” em sua área de trabalho. A equipe busca feedback sobre esta aplicação que é um projeto paralelo desenvolvido por Stephen Collins.

A aplicação se encontra em fase alfa e todos os comentários e relatórios de erros são totalmente bem-vindos. Caso você queira testá-la, basta realizar a compilação através do GitHub do projeto.

IPTV no Linux Mint?

A equipe do Linux Mint pede ajuda a comunidade e deseja saber a opinião da mesma sobre IPTV, particularmente a tecnologia M3U. Segundo eles, é perceptível a falta de boas soluções IPTV para o desktop Linux, porém, não tem como saber quantas pessoas realmente utilizam essa função.

Caso o público seja pequeno, a equipe pode desenvolver uma aplicação lentamente como um projeto paralelo (se sobrar um tempinho), ou eles podem desenvolvê-lo como um projeto do Linux Mint, caso haja uma demanda suficiente.

Gerenciador de drivers do Linux Mint

Com o lançamento do driver 450 da NVIDIA, a equipe notou alguns problemas com o gerenciador de drivers do Linux Mint, já que as dependências de pacotes estão um pouco mais complexas e a resolução começou a falhar em algumas máquinas que executam a versão 19.3 do sistema.

Para corrigir este problema, a equipe optou por utilizar a versão mais recente dos softwares “mintsystem” e “mintdrivers” nos lançamentos da versão 19.X, para que o software funcione da mesma maneira em ambos os sistemas.

A configuração do APT no Linux Mint 19.X também sofreu mudanças e irá habilitar as recomendações do APT, porém, o aptdaemon (utilitário do Driver Manager) não irá instalar os pacotes recomendados, independente da configuração do APT.

Embora já existam algumas soluções para o gerenciador de drivers, a equipe decidiu migrar a aplicação do “aptdaemon” para o “packagekit”, que trará alguns benefícios para o usuário. Algumas das alterações são:

  • O Driver Manager será executado no modo usuário. Você não precisará digitar uma senha até que você realmente instale ou remova um driver.
  • Sua interface de usuário será melhorada.

Novidades para o Linux Mint 20.1

O Linux Mint 20.1 já foi confirmado para o final do ano, um pouco antes do natal segundo a equipe. Com o codinome “Ulyssa”, a próxima versão do sistema trará várias novidades para seus usuários.

Vamos falar um pouco sobre o que iremos ter no “presente” de natal!

Suporte à impressora USB no Linux Mint

A equipe notou que houve uma regressão no Ubuntu 20.04 e Linux Mint 20 quanto ao suporte de impressoras e scanners, que funcionavam perfeitamente nas versões 19.X e deixaram de funcionar na nova versão do Linux Mint.

Este problema se deve ao pacote “ippusbxd” uma implementação do IPP-over-USB. A ideia principal é interagir com a impressora USB como se ela estivesse na rede, utilizando um protocolo comum que não exigisse a instalação de drivers.

Embora esta função seja bastante interessante já que não haveria a necessidade da instalação de drivers (que nem sempre são pensados para Linux), porém, o “ippusbxd” não funciona muito bem em vários casos, então, ele será removido na versão 20.1 do sistema.

Aceleração de vídeo por Hardware

A nova versão do Linux Mint também irá contar com aceleração via hardware habilitada por padrão no reprodutor de vídeos Celluloid, trazendo uma experiência de reprodução mais suave além de um melhor desempenho e redução do uso da CPU.

Caso você queira testar a aceleração via hardware no Celluloid basta ir em: Preferências – Diversos e adicionar a seguinte linha em “Opções extras MPB”

<strong>hwdec=auto-safe</strong> 

Considerações finais

Durante o mês de Setembro houveram várias descobertas e correções de bugs no sistema, além de buscar o apoio da comunidade para a criação de novos projetos. Espero que nos próximos meses a busca pelo feedback dos usuários seja mais requisitada para que o Mint fique cada vez melhor.

O que você achou das novidades deste mês? Deixe pra gente nos comentários!

Um bom dia, tarde ou noite e até o próximo artigo!

Talvez Você Também Goste