GNOME 3.38: O que há de novo?

GNOME 3.38: Novidades da versão

O GNOME é um ambiente desktop bastante polido e “minimalista”. Suas funções (ou a falta delas) é algo que agrada não somente a mim, mas também vários usuários da interface.

A cada versão lançada, o GNOME fica cada vez melhor e segundo o cronograma de lançamento, neste dia 15 de setembro teremos o lançamento da versão 3.38, que irá acompanhar o Fedora 33 e Ubuntu 20.10.

E nesse clima de lançamento, vamos falar sobre algumas novidades da versão 3.38 do GNOME. O plano é incluir todas as mudanças citadas, porém alguns itens podem sofrer mudanças até o dia do lançamento (é pouco provável, mas vai que…)

O novo Welcome Tour do GNOME

Vamos começar do início, certo? Após instalar seu sistema, o GNOME Welcome Tour é a primeira aplicação que o usuário tem contato, e inclusive ela é bastante importante para auxiliar os usuários de “primeira viagem” a iniciarem sua experiência no GNOME Shell.

Ele é quem dá as diretrizes de uso do sistema, ensinando onde fica cada função no ambiente gráfico. Essa aplicação em específico merecia um redesign, já que é a partir dela que vários usuários conhecem o ambiente gráfico que é “a cara do Linux”.

Essa aplicação em específico te ensina a utilizar o GNOME Vanilla, caso você utilize uma distribuição como o Ubuntu ou Manjaro GNOME, ela não será tão eficiente já que ambos os sistemas possuem modificações. Temos um vídeo bem legal ensinando a como utilizar o GNOME da forma “correta”. Não deixe de conferir!

Melhorias no “menu” do GNOME

A grade de aplicativos do GNOME também ganhou algumas atualizações nessa versão, e algo me diz, que os usuários do GNOME estavam esperando por elas há algum tempo.

Melhor disposição de itens no menu

Originalmente a grade de aplicações do GNOME, exibia um número fixo de 24 itens que até então, eram distribuídos entre 6 colunas e 4 linhas. Porém, à partir da versão 3.38, os itens serão distribuídos em novas posições que variam de acordo com o tamanho da tela que está em uso.

A grade de aplicativos do GNOME já realizava uma certa otimização de espaço, diminuindo o tamanho dos itens em telas de baixa resolução. Na nova versão, um monitor ultrawide por exemplo, exibirá 8 colunas e 3 linhas, que “gastariam melhor” o espaço horizontal do monitor e seriam maiores que os ícones de uma tela HD por exemplo.

GNOME em modo Ultrawide

Reorganizando seus aplicativos

Além da criação de pastas para organização do menu, o GNOME adicionou uma nova função que faz a interface lembrar cada vez mais um dispositivo móvel.

A organização dos aplicativos no menu que antes era feita em ordem alfabética agora pode ser reposicionada pelo usuário utilizando os gestos de arrastar e soltar com o mouse (ou touch screen).

Essa função também se aplica a pastas, permitindo que o usuário organize seus aplicativos da forma que achar mais conveniente, arrastando os aplicativos mais utilizados para o topo, por exemplo.

Vale dizer que a aba de aplicativos frequentes, que a grade de aplicativos do GNOME trazia foi retirada nesta versão, já que o usuário tem a opção de organizar os ícones do menu.

Mutter, o compositor do GNOME

O compositor da interface gráfica também recebeu algumas melhorias e recursos nessa nova versão. Melhorias essas que vão desde o Wayland até um melhor suporte a múltiplos monitores.

Melhorias no suporte multi-monitor

Os donos de monitores que possuem taxas de atualizações diferentes já podem se alegrar, pois o GNOME 3.38 irá permitir que cada monitores utilize taxas de atualização diferentes sem que ocorram limitações nos monitores conectados.

O Clutter passou por algumas alterações para que o GNOME ganhasse esse suporte, já que anteriormente ele lidava com um clock único. Essa função está disponível apenas para o GNOME em Wayland, como dito neste post do fórum.

Monitor da esquerda em 75hz, enquanto o da direita utiliza 60hz

Compositor Bypass, melhorando o desempenho

Outra função interessante que o Mutter para Wayland recebe é o compositor bypass, que visa evitar composição desnecessária enquanto o usuário estiver usando alguma aplicação no modo tela cheia, como jogar ou assistir um vídeo por exemplo.

Ao realizar o desvio de compositor, o conteúdo é colocado diretamente na tela, em tese, isso deve reduzir o uso de CPU e GPU melhorando o desempenho, porém os resultados devem variar de hardware para hardware.

Melhorias no screencast do Wayland

O Mutter também ganhou algumas melhorias na realização de screencast em Wayland. A função agora funciona corretamente mesmo quando um aplicativo está ignorando o compositor. Nesse caso, o Mutter copia o conteúdo da tela para o fluxo de screencast.

Essa função auxilia os usuários de Wayland a fazer livestreams e gravação de vídeos jogando por exemplo. Além dessa função, o screencasting do GNOME recebeu algumas correções de bugs e outras melhorias.

Novas funções no GNOME Shell

Também foram adicionadas algumas funções no GNOME, que vão facilitar um pouco o seu fluxo de trabalho na interface e por mais que elas pareçam “pequenas”, são muito bem vindas.

Mostrar porcentagem da bateria

Sempre que possível, o GNOME tenta realocar algumas das opções “populares” disponíveis no GNOME Tweaks para as configurações do sistema, fazendo com que o aplicativo se torne “desnecessário” para os usuários.

A versão 3.38 do GNOME fez isso com o recurso “mostrar porcentagem da bateria”, que agora estará disponível no menu de energia dentro das configurações do sistema. 

Disponível em dispositivos que possuem uma bateria física, essa função auxilia os usuários da interface que não terão que instalar aplicativos externos ou mexer com arquivos do sistema para utilizar esse recurso.

Novo controle dos pais

O GNOME Shell traz na versão 3.38 configurações de controle dos pais. Embora a maioria das pessoas que utilizam o GNOME provavelmente criem um único usuário, essa função pode parecer um pouco desnecessária, mas ela tem o seu valor.

Pais, escolas, supervisores e até mesmo pessoas que precisem emprestar o computador para alguém podem se beneficiar dessa função. Ao criar ou gerenciar uma conta “infantil” no painel de usuários, aparecerá uma opção para ativar o controle dos pais.

Quando ativo, ele oferece opções para:

  • Restringir o uso de navegadores Web e Aplicativos
  • Bloquear a instalação de aplicativos
  • Definir a classificação etária para aplicativos

Embora o controle dos pais pareça um pouco simples de começo, no futuro novas opções podem ser adicionadas.

Melhorias no suporte a impressão digital

Caso você possua um dispositivo que tenha leitor de digitais, irá gostar dessa novidade, já que os desenvolvedores deram uma atenção à autenticação por digital nessa versão.

Grande parte desse trabalho veio a partir de contribuições de desenvolvedores do Ubuntu, e foi portada para o Ubuntu 20.04 LTS. O GNOME 3.38 ganhou uma nova interface de registro de digitais, que pode ser acessada no painel de usuários a partir das configurações do sistema.

Essa função estará disponível para todos os usuários do sistema (caso haja mais de um) e irá depender apenas de um leitor de digitais.

Pontos de acesso wi-fi com suporte a QR Code

Os novos dispositivos Android possuem a capacidade de se conectar a redes wi-fi a partir de um QR Code, e o GNOME abraçou essa possibilidade, tornando mais fácil compartilhar a internet a partir de seu notebook.

Ao criar um ponto de acesso (hotspot), basta capturar o código QR que será mostrado no painel e os dispositivos que possuem essa função irão se conectar facilmente. 

Botão restart no menu sistema

Essa não é uma adição tão grande quanto outras citadas acima, mas, com certeza irá fazer diferença. 

Na versão 3.38 do GNOME, o usuário poderá reiniciar o sistema de forma mais fácil, sem ter que selecionar a opção “desligar” para depois clicar em reiniciar. Tornar essa opção visível irá economizar o tempo do usuário.

Aplicativos do GNOME

Como já é de lei os GNOME Apps serão atualizados para a versão 3.38, sendo que,  alguns irão receber melhorias interessantes, então, vamos falar um pouco sobre esses destaques.

GNOME Maps

Na versão 3.38, o GNOME Maps se tornou um app responsivo, fazendo com que sua interface se adapte facilmente a telas mais estreitas como a de dispositivos móveis. Como parte do novo design, a barra lateral de rotas agora se adapta a largura da janela, tornando o aplicativo mais bonito.

A visualização via satélite agora exibe rótulos sobre o local que você está, tornando-a mais útil, já que na versão 3.36 do GNOME Maps os nomes das cidades não eram exibidos.

Outra adição dessa versão foi o modo noturno, que agora pode ser definida independente do tema padrão do sistema ser claro ou escuro.

GNOME Screenshot

O GNOME Screenshot recebeu um redesign, tornando ele um pouco mais bonito que a versão atual. Embora seja uma alteração apenas na “skin”, essa alteração deixou essa nova versão mais parecida com as Diretrizes de Interface Humana do GNOME.

Na esquerda, temos a versão 3.38 e na direita a versão 3.36

Epiphany: O navegador do GNOME!

O GNOME Web, comumente chamado de Epiphany, ganhou algumas melhorias e está cada dia mais próximo de se tornar um navegador viável.

A maior mudança nessa versão se deve ao fato do aplicativo impedir que sites com reprodução automática de vídeos emitam som por padrão. Embora esse comportamento possa ser alterado, é uma adição interessante, para evitar que tenhamos “surpresas” durante a navegação.

Além dessa adição, agora é possível ativar e desativar facilmente o som em guias individuais, clicando no ícone de som que aparecerá na guia.

O GNOME Web permitirá ao usuário importar dados do navegador Chromium e provavelmente do Google Chrome. Além de trazer suporte a um novo esquema de URL para seu leitor integrado e algumas mudanças no design.

Outras mudanças no GNOME 3.38

A nova versão do GNOME também trará algumas mudanças de menor impacto algumas delas são:

  • Um redesign no GNOME Sound Recorder
  • Uso de Pipewire no gravador de tela
  • Possibilidade de definir o tempo de duração da soneca no aplicativo relógios
  • Novos ícones no sistema
  • Melhorias no mecanismo de indexação

Considerações finais

O Ambiente Desktop GNOME tem se tornado melhor e mais maduro a cada atualização disponível. Particularmente estou bastante ansioso para o lançamento da versão 3.38 e experimentar as mudanças oferecidas.

Agora é ficar de olho se teremos alguma outra adição nessa versão e quais as novidades da próxima versão do GNOME.

Você utiliza o ambiente GNOME? O que achou dessas novidades? Deixe pra gente nos comentários e até a próxima notícia, dica ou tutorial!

Talvez Você Também Goste