Mais desempenho com GPUs AMD antigas com o ACO

AMD Compiler

O compilador de shaders ACO (Amd Compiler) que foi desenvolvido pela Valve, tendo como objetivo melhorar o desempenho de jogos no Linux em chips gráficos AMD, recentemente foi compatibilizado com GPUs mais antigas, da microarquitetura GCN 1.0, e de imediato demonstra uma melhora de cerca de 9% no desempenho em jogos.  

Este artigo é totalmente focado no compilador de shaders ACO, e para obter um entendimento completo do conteúdo a seguir é extremamente necessário que você já saiba do que se trata. Caso você ainda não tenha ouvido falar sobre o assunto, fortemente recomendo que leia o artigo que fizemos explicando como surgiu e quais benefícios o ACO pode trazer aos usuários “comuns”.  

Conforme já falamos aqui no blog, o ACO tem surtido excelentes resultados quando o assunto é jogos no Linux, porém, até alguns dias atrás o mesmo não possuía boa compatibilidade com os hardwares mais antigos, da microarquitetura GCN 1.0 (famílias Oland, Cape Verde, Pitcairn e Tahiti).  

Todavia, nos últimos dias os desenvolvedores do Mesa Driver incluíram no software novas linhas de código que devem fazer com que GPUs mais antigas, como alguns modelos das séries HD7000, R5, R7 e R9 passem a ter uma compatibilidade muito mais aprimorada com o ACO.  

Conforme podemos observar a seguir em alguns testes realizados pelo Phoronix, nos jogos Rise of the Tomb Raider e Shadow of the Tomb Raider, apenas por passar a utilizar o ACO foi notada uma melhora de cerca de 9% na taxa de quadros.   

Os testes mostrados nos gráficos abaixo foram realizados em uma Radeon HD 7950, utilizando o benchmark próprio do Rise of the Tomb Raider, com os gráficos no “high” e resolução em 1080p.

Benchmark Rise of The Tomb Raider
Benchmark Rise of The Tomb Raider
Benchmark Rise of The Tomb Raider

A seguir você confere uma repetição dos testes acima, porém agora com a qualidade gráfica no “lowest” (mais baixo).  

Benchmark Rise of The Tomb Raider
Benchmark Rise of The Tomb Raider
Benchmark Rise of The Tomb Raider

Agora vamos aos testes realizados com o benchmark próprio do Shadow of the Tomb Raider, também com a Radeon HD 7950, em 1080p, primeiro com gráficos no “high” e em seguida no “lowest”.  

Benchmark Shadow of The Tomb Raider
Benchmark Shadow of The Tomb Raider

As novas implementações do ACO estão presentes no Mesa Driver 20.0 (versão em desenvolvimento/instável), que pode ser utilizada no Fedora, Mint, Ubuntu e derivados seguindo as instruções neste artigo.  

Lembrando que para poder utilizar o ACO em GPUs AMD mais antigas, das microarquiteturas GCN 1.0 e 2.0, é necessário que o driver AMDGPU esteja ativado. Caso você não saiba qual driver está em uso, ou como ativar o “correto”, já temos artigos prontos para solucionar o seu problema. 😄  

No último Diolinux Friday Show que fizemos (o qual você pode conferir abaixo na íntegra), uma das minhas “previsões” para 2020 foi justamente darmos um grande passo no desempenho de jogos no Linux através do ACO. É claro que é muito cedo para termos quaisquer certezas, mas se continuar nesse ritmo, poderei me juntar ao Ricardo (CanalOCaraDoTI) no time dos “Gurus do Open Source”. 😀  

Agora chegou a sua vez de opinar, e quem sabe até fazer as suas “previsões” para o futuro do ACO e dos jogos no Linux. Não passe despercebido, expresse a sua opinião nos comentários abaixo! 😁  

Você gosta de Linux e tecnologia? Tem alguma dúvida ou problema que não consegue resolver? Venha fazer parte da nossa comunidade no fórum Diolinux Plus!  

Isso é tudo pessoal! 😉


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Talvez Você Também Goste