ZorinOS 15.1 é lançado com novidades

zorinOS 15.1

Nesta quinta-feira (12), a empresa Irlandesa Zorin Group mantenedora do ZorinOS, soltou uma point release da nova versão do seu sistema operacional.  

O ZorinOS 15.1 chegou um pouco depois de 6 meses após o lançamento da versão 15. Muitas novidades são relacionadas a melhorias em ferramentas, updates em apps e a adição do Gamemode da Feral Interactive no sistema. Segundo anúncio feito no blog oficial da empresa, eles leram atentamente os feedbacks dos usuários sobre o sistema.  

Um detalhe bem curioso que eles comentam, é que o ZorinOS foi baixado “nada mais nada menos” 550 mil vezes nos últimos 6 meses, e o mais surpreendente é que 65% desses downloads vieram de PCs com Windows e de macOS.  

A primeira coisa que foi apresentada, é o update no Zorin Connect, que agora conta com a função “ Apresentação de slides”, fazendo assim com que o ponteiro responde conforme o telefone é movimentado.    

O segundo ponto abordado, foi que agora o ZorinOS vai trazer o LibreOffice 6.3, e segundo eles abre 97% mais rápido que antes.

O ponto mais curioso, para não dizer surpreendente, foi a adição do Gamemode da Feral Interactive. Como noticiamos recentemente, o Ubuntu também está planejando em adicionar o gamemode no sistema.

Agora, os games compatíveis com o gamemode usufruirão dessa melhoria e, se você quiser usar nos jogos da Steam, basta digitar (ou copiar e colar) o seguinte comando na inicialização do jogo: gamemoderun %command% . Eles ainda agradeceram o pessoal da Feral Interactive, então provavelmente teve algum “collab” entre as equipes.  

Uma das coisas mais legais que o ZorinOS trouxe, foi a possibilidade de ter um tema da área de trabalho (desktop) conforme a hora do dia. Agora você pode escolher manualmente qual horário o tema dark ou light é acionado. Eu achei muito legal esse recurso 😁👍.  

Também foi adicionado ao Zorin Appearance do Zorin OS Lite, o Gerenciador de Janelas (Window Manager).  

Agora o ponto mais curioso dessa release foi a adição de uma fonte que lhe ajuda a lembrar das coisas de forma melhor. A fonte em si é a Sans Forgetica, que segundo o pessoal do ZorinOS, foi desenvolvido para esse fim, conforme nessa parte do texto:  

“Foi desenvolvida usando os princípios da psicologia cognitiva para ajudá-lo a se lembrar melhor do texto. Suas letras incomuns e interrompidas sugerem sutilmente aos leitores que aumentem o processamento cognitivo do texto, aumentando a retenção de memória. É a fonte perfeita para usar ao destacar pontos importantes em suas anotações de estudo.”

O artigo da RMIT University sobre o estudo da fonte, você pode encontrar aqui.

“Por debaixo do capô”, o sistema agora é baseado no Ubuntu 18.04.3 LTS, agora com a versão 5.0 do kernel e mantendo o HWE para atualizações futuras. Também continua trazendo o driver da NVIDIA na ISO do sistema.  

Para quem estiver usando o ZorinOS 15, pode fazer o update através do Software Update. Mas agora se você preferir fazer o download, basta clicar nas versões abaixo. Lembrando que a versão Ultimate é paga, saindo por US$39 (mais ou menos R$160). Para ver as vantagens da versão Ultimate, clique neste link.  

Para baixar o ZorinOS 15.1 Core (64 bits) ;  

Para baixar o ZorinOS 15.1 Lite ( 64 e 32 bits) ;  

Se você quiser ver a review da versão 15, você pode conferir ela logo abaixo:  

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum. Espero você até a próxima, um forte abraço.  


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Talvez Você Também Goste
Dell começa a vender computadores All in One de alto desempenho com Ubuntu e Red Hat EL
Continue lendo

Dell começa a vender computadores All in One de alto desempenho com Ubuntu e Red Hat EL

A Dell é uma das maiores fabricantes de hardware do mundo e também uma das maiores apoiadoras do Linux quando se fala em venda para o consumidor final, entretanto, agora a empresa está apostando em um modelo All in One de alto desempenho para quem precisa de uma máquina potente para trabalhar com edição de vídeo que está sendo vendida com Windows 10, Windows 7, Ubuntu 16.04 LTS e Red Hat Enterprise Linux 7.3.