Darktable 3.0 é lançado com grandes mudanças e novos módulos

darktable 3.0

Para quem trabalha com manipulação de fotografias, ter um aplicativo para editar elas sem “destruí-las” é essencial, e o Darktable se mostra muito eficiente nessa segmento.    

No começo do ano (2019), fizemos uma lista de outros apps para essa função, que você pode conferir aqui.  

A nova versão do Darktable, chega com mais de 3000 commits para as ferramentas em relação a versão 2.6 do aplicativo. Teve também uma “reformulação” da interface, que agora é gerenciado pelo GTK CSS. Isso possibilita uma seleção de temas diferentes e alguns já são fornecidos para serem experimentados.

Algumas das novidades desta versão são:  

● Novos atalhos para permitir uma “experiência de edição sem bordas”;  

● Adicionado suporte para desfazer / refazer no lighttable para tags, etiquetas coloridas, classificações, metadados, histórico de exclusão, histórico de transferência e estilos aplicados;  

● Nova visualização da linha do tempo no lightview;  

● Suporte aprimorado para telas 4K e 5K;  

● Novos módulos “equalizador de tom”, “básico” e “RGB cinematográfico”;  

● Módulo para manipulação de transformações 3D RGB Lut;  

● Ajustes de redução de ruído;  

● Suporte para exportar para o GoogleFotos;  

● Agora pode exibir tags hierárquicas em uma “visualização em árvore”;  

● As tags podem ser privadas;  

● Seletor de cores adicionado a vários módulos;  

● Janela de visualização disponível em câmara escura.    

Para conferir todas as outras novidades e com mais detalhes, pode conferir aqui ou no Github do projeto. Para instalar o Darktable, você pode seguir o procedimento que o projeto sugere.  

Até o momento só no Github essa nova versão está disponível, mas muito provavelmente chegará em breve nos repositórios das distros.  

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum. Espero você até a próxima, um forte abraço.


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Talvez Você Também Goste
Nova versão do antivírus ClamAV
Continue lendo

Nova versão do antivírus ClamAV

O ClamAV é um antivírus desenvolvido pela Cisco Systems, líder mundial em soluções para TI e redes, de código aberto e famoso entre os usuários Linux e BSD. Multiplataforma, o ClamAV está disponível para muitos sistemas operacionais, como: Windows, Linux, BSD, Solaris e macOS. Uma alternativa interessante na detecção de trojans, vírus, malwares e demais ameaças.
Os trilhos que guiarão o desenvolvimento do KDE nos próximos anos
Continue lendo

Os trilhos que guiarão o desenvolvimento do KDE nos próximos anos

É difícil acontecer de ficarmos muitos dias sem postar algo sobre o projeto KDE. Felizmente para todos nós, este é um projeto muito grande e consolidado, utilizado por muitos, e em constante desenvolvimento. Recentemente a equipe divulgou em seu site oficial quais são os três principais objetivos nos quais se baseará o desenvolvimento do projeto nos próximos anos.