Resolvendo o bug dos emojis nos navegadores no Linux

Emojis, emoticons, carinhas… Eu sinceramente nem sei qual é o nome correto, se é que existe apenas um. Mas o fato é que eles estão por todos os lados desde que a internet é internet. Nos ajudando a expressar emoções, e de vez em quando nos fazendo dar umas boas risadas.  

Eu sou uma dessas pessoas que “volta e meia” gosta de mandar um emoji ou outro para tornar as conversas pelas redes sociais mais divertidas, informais, e de vez em quando até para sinalizar que certo comentário foi apenas uma brincadeira.  

Porém, há algum tempo atrás percebi que na maioria das distros que testei utilizando algum ambiente gráfico GTK existe um bug que faz com que os emojis apareçam de uma forma completamente errada. Ao invés de aparecerem as “carinhas” amarelas, como de costume, aparecem apenas os seus contornos em linhas pretas.  

antes-depois-de-resolver-o-bug-dos-emojis

Assim que percebi o problema, a primeira coisa que fiz foi testar em outros navegadores, mas o problema continuou, mesmo no Google Chrome, Chromium e Firefox. Após algum tempo pesquisando consegui encontrar uma solução bastante simples, que agora irei compartilhar com vocês.  

Resolvendo o problema dos emojis

  • Primeiro instale um pacote de fontes da Google. Este é o pacote de fontes que contém os emojis que o seu navegador vai utilizar. Simplesmente copie e cole o comando abaixo no seu terminal, de acordo com a sua distro:

Linux Mint, Ubuntu e derivados:

sudo apt install fonts-noto-color-emoji

Manjaro, Arch Linux e derivados:

sudo pacman -S noto-fonts-emoji

Fedora:

sudo dnf install google-noto-emoji-color-fonts

Open SUSE e derivados:

sudo zypper install noto-coloremoji-fonts
  • Abra a sua pasta ‘Home’. Pressione a combinação de teclas “Control + H” para exibir os arquivos ocultos. Localize uma pasta chamada ‘.config’, e dentro dela crie outra pasta chamada ‘fontconfig’.  
pasta-fontconfig-dentro-da-pasta-.config
  • Abra o terminal, copie e cole o comando abaixo, e então pressione “Enter”. 

Obs.: É um comando longo, então cuidado para não esquecer de nenhum caractere na hora de copiá-lo. 😉

echo -e '<?xml version="1.0" encoding="UTF-8"?>\n<!DOCTYPE fontconfig SYSTEM "fonts.dtd">\n<fontconfig>\n
<!-- ## serif ## -->\n  <alias>\n               <family>serif</family>\n                <prefer>\n                      <family>Noto Serif</family>\n                     <family>emoji</family>\n                        <family>Liberation Serif</family>\n
        <family>Nimbus Roman</family>\n                 <family>DejaVu Serif</family>\n         </prefer>\n     </alias>\n      <!-- ## sans-serif ## -->\n       <alias>\n               <family>sans-serif</family>\n           <prefer>\n                      <family>Noto Sans</family>\n                      <family>emoji</family>\n                        <family>Liberation Sans</family>\n                        <family>Nimbus Sans</family>\n                  <family>DejaVu Sans</family>\n          </prefer>\n     </alias>\n</fontconfig>' > /home/$USER/.config/fontconfig/fonts.conf 
  • Feito isso, falta apenas atualizar o cache das fontes com o comando abaixo:  
sudo fc-cache -f

O quê fizemos até agora já é o suficiente para resolver o problema no Chromium e Google Chrome. Caso os emojis não tenham voltado ao normal no Firefox, será necessário um passo extra.  

  • Para resolver o bug no Firefox, de acordo com a sua distro, copie e cole o seguinte comando no seu terminal:

Linux Mint, Ubuntu e derivados:

sudo rm -r /usr/share/fonts/truetype/dejavu

Manjaro, Arch Linux e derivados:

sudo rm /usr/share/fonts/TTF/Deja*.ttf

Fedora:

sudo rm -r /usr/share/fonts/dejavu*

Open SUSE e derivados:

sudo rm /usr/share/fonts/truetype/Deja*.ttf

Pronto! Agora apenas reinicie o seu navegador, e aproveite para usar os seus emojis o quanto quiser!  

Você gosta de Linux e tecnologia? Tem alguma dúvida ou problema que não consegue resolver? Venha fazer parte da nossa comunidade no Diolinux Plus!   

Por hoje é tudo pessoal! 😉

Talvez Você Também Goste
Como criar um slidshow de forma fácil no Linux
Continue lendo

Como criar um slidshow de forma fácil no Linux

Quando tiramos várias fotos com os nossos celulares ou com as nossas câmeras digitais e passamos elas para o nosso computador e queremos apresentar para os amigos ou familiares, não queremos ficar “presos” ao teclado e ficar clicando nas “setinhas” para passar ou retroceder as fotos ou imagens.