CentOS Stream é o mais novo membro da família Red Hat

CentOS Stream é o mais novo membro da família Red Hat

Há cinco anos, a Red Hat e o Projeto CentOS fecharam uma parceria para o desenvolvimento de inovações Linux de última geração no mercado de TI Corporativo.    

Nesse meio tempo, o modelo de código aberto veio ganhando terreno e prosperado,  com Linux containers, Kubernetes, microservices, serverless e etc. Com o ritmo acelerado das inovações, a Red Hat e o Projeto CentOS estão introduzido uma nova versão do sistema operacional, o CentOS Stream.  

No comunicado no blog oficial da Red Hat, o CTO Chris Wright, comenta que a nova “distro” é voltada para desenvolvedores que queiram ajudar no ecossistema. O CentOS Stream vai ser baseado no CentOS 8. Ainda complementou:  

“O projeto CentOS Stream fica entre o Fedora e o RHEL no processo de Desenvolvimento, fornecendo uma “rolling preview” dos futuros kernels e recursos do RHEL. Isso permite que os desenvolvedores fiquem um ou dois passos à frente do que está chegando no RHEL, o que anteriormente não era possível nas versões tradicionais do CentOS. O CentOS Stream se relaciona melhor com o ISV, IHV e outros desenvolvedores de ecossistema para  sistemas operacionais do Projeto Fedora, encurtando assim o ciclo de feedback e facilitando a comunicação com todas as vozes na criação das próximas versões do RHEL.”

Com isso, o Fedora ainda continua sendo o bleeding edge release da Red Hat, que dará base para as futuras versões do RHEL, com o CentOS Stream trabalhando em conjunto, assim desempenhando um importante papel na construção da próxima geração do RHEL. O CentOS “normal” vai continuar normalmente, sendo recomendado se você precisar de um sistema estável e com semelhanças ao RHEL, mas se você precisar de um sistema para desenvolvimento e afins, o CentOS Stream é para você.

Se você se interessou no CentOS Stream, pode baixá-lo acessando aqui.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Talvez Você Também Goste