Como instalar o Game Mode da Feral Interactive no Ubuntu e no Linux Mint

Como instalar o Game Mode da Feral Interactive no Ubuntu e no Linux Mint

Gamers são muitas vezes detalhistas e estão sempre tentando extrair “um frame a mais” dos seus jogos favoritos, e uma das coisas interessantes para se fazer num momento como este, é tentar dedicar o seu hardware a executar uma determinada tarefa, como rodar o seu game. Por isso a Feral Interactive, a principal empresa de portes de jogos para Linux e macOS, criou uma ferramenta chamada “Game Mode”.  

Essa não é a primeira vez que falamos sobre o Game Mode, ele já foi assunto aqui no blog em Abril de 2018, e de lá para cá, o projeto recebeu interessantes melhorias e integrações.  

O “Game Mode” é um utilitário, sem interface gráfica, que deve rodar em background, focado em jogos, mas que, supostamente você pode usar com qualquer ferramenta. Os games podem usar o “Game Mode” para requisitar no sistema certos perfis de “atenção” por parte do processador e outros componentes de hardware do seu PC.  

Essa aplicação, de forma grosseira, pode ser comparada com o “Windows 10 Game Mode”, que tende a focar recursos do sistema para os jogos, porém, tecnicamente funciona de forma diferente. Assim como o próprio “Game Mode” do Windows, nem todos os usuários tirarão real proveito da ferramenta, pois isso depende da forma com que cada game é desenvolvido, e o quanto esses elementos são os que efetivamente estão segurando a performance do jogo.  

Como funciona?

Game Mode no Linux - Feral Interactive

A ferramenta da Feral ajusta a performance do Linux sob demanda, priorizando um processo específico, é um pouco diferente do que ferramentas como o CPUFreq, ou o Slimbook Battery Manager, que ajustam essa performance “system wide” fazem, mas ainda assim comparável.  

O Game mode ajusta o “nice” de um processo no Linux, configurando ele para “-4” por padrão, dando maior prioridade para IO e CPU, em comparação com os demais processos em background, no entanto, é importante perceber que o recurso só funciona o seu usuário estiver listado no arquivo limits.conf, que fica em /etc/security/limits.conf.

A intenção é que, com essa modificação, os games rodem de forma mais suave, com mais quadros por segundo e com menos “slowdows” ou “stuttering”. A grande questão é que isso fará apenas diferença, quando o “gargalo” do game em questão for de fato algum elemento desses, como a prioridade de execução, e  de forma geral, o Linux já faz muito bem o seu trabalho sem modificações específicas e manuais.  

Como instalar no Ubuntu e no Linux Mint

A instalação pode ser feita através do PPA oficial do projeto, você pode adicionar este repositório através do aplicativo “Programas e Atualizações” no Ubuntu, ou através das “Fonte de Aplicativos” no Linux Mint: ppa:samoilov-lex/gamemode

Se preferir fazer pelo terminal, basta usar este comando:

sudo add-apt-repository ppa:samoilov-lex/gamemode
sudo apt update

Para fazer a instalação, basta procurar pelo pacote “gamemode” no Synaptic, ou na loja de aplicativos do Linux Mint, ou ainda, usar o terminal mais uma vez se for mais conveniente:

sudo apt install gamemode

Depois disso, é recomendado reiniciar o computador para que as mudanças tenham efeito.

Como usar o Game Mode?

Na verdade, é muito simples. Games que tiverem esse suporte nativo, poderão fazer uso do “Game Mode” sem que você faça nenhuma alteração extra, basta simplesmente rodar o jogo. Atualmente os títulos para Linux com este suporte são poucos: – DiRT 4
– Rise of the Tomb Raider
– Total War: Three Kingdoms
– Total War: WARHAMMER II
– Total War Saga: Thrones of Britannia  

No entanto, é possível rodar qualquer game ou software que você queira com o comando:

gamemoderun nome_do_executável

Outra forma de fazer com que qualquer game da Steam use o “Game Mode” é utilizar o parâmetro:

gamemoderun %command%

…nos parâmetros de inicialização do jogo na Steam, alterando a opção nas propriedades.

Não espere maiores milagres, mas se você está sofrendo com desenho e quer fazer uma tentativa de melhora, esta pode ser uma solução.

Compartilhe seus resultados no nosso fórum, e eu te vejo no próximo artigo! 🙂


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Talvez Você Também Goste
Intel trabalha em nova loja para sua distro Clear Linux Project
Continue lendo

Intel trabalha em nova loja para sua distro Clear Linux Project

A Intel também é responsável por uma distro Linux, o Clear Linux Project, e parece que seu desenvolvimento está indo além de ajustes em performance e uma nova loja está a caminho. Considerando todo histórico do Clear Linux e seus resultados em benchmarks, podemos esperar um software de altíssima qualidade.