Novo Manjaro chegará com suporte nativo a Snap?

Novo Manjaro chegará com suporte nativo a Snap?

O Snapcraft Summit, em Montreal (Canadá), que aconteceu esse ano (2019), trouxe várias novidades interessantes sobre o desenvolvimento dos pacotes Snap, dentre as atrações, a que mais chamou a atenção foi a fala do líder do projeto Manjaro, Philip Müller, querendo trazer o snapd por padrão no sistema.

Em um post oficial no blog do Ubuntu, Sarah Dickinson (gerente de comunicação da Canonical em IoT), comentou como o Ubuntu e o Manjaro tem como objetivo tornar a experiência no Linux mais agradável para quem é novato. Nesse post, também houve algumas ponderações de Philip sobre a inclusão do snapd e todo o ecossistema que ele traz.

“Manjaro e Ubuntu têm objetivos semelhantes para tornar simples a instalação dos softwares, por exemplo, usando snaps. Em segundo lugar, a Snapcraft evoluiu para abraçar diferentes distribuições Linux, graças a uma decisão deliberada da Canonical.”

e complementou:   “O Summit é um bom lugar para criar networking com os outros projetos e descobrir como eles se encaixam no ecossistema Linux”.   

Ainda na conferência, Philip falou sobre a disponibilidade nas versões “oficiais” lançadas por ele e a sua equipe, do snapd e a Snap Store.  

“O acesso para a Snap Store estará disponível nas edições KDE, XFCE e GNOME do Manjaro”,

complementando logo em seguida:   “O código aberto precisa de um novo modelo colaborativo, em oposição ao sigilo do closed source (código fechado). A colaboração ajuda em fazer as coisas mais rapidamente e permite um foco mais forte no produto final e valor agregado nele para os usuários.”  

Em outro trecho, ele comenta as vantagens  e desvantagens de se usar o snap no sistema:  

“Uma grande vantagem na distribuição do software  via snap, é que ele ainda pode funcionar, mesmo se estiver fora de sincronia com as bibliotecas atuais do sistema. Outra vantagem é a atualização automática de snaps, uma vez instalada, a interação do usuário para isso é reduzida, pois eles podem simplesmente esquecê-la.”.

Em contrapartida, ele comentou sobre temas e espaço em disco:  

“Os Snaps nem sempre se integram aos temas e podem ocupar mais espaço se eles precisam instalar runtimes compartilhadas. ”  

Para a questão de temas, a Canonical já inclui os temas padrões do Manjaro dentro da Snap Store, então, dependendo da implementação do Manjaro, os Apps ficarão completamente integrados.  

Também foi mencionado, que Philip e sua equipe vão ajudar com sugestões para o “ajuste fino” em torno do snap, tanto via uma Store quanto via linha de comando (cli).  

Se você quiser ver o post completo, basta acessá-lo aqui.  

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.   Espero você até a próxima, um forte abraço.


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Talvez Você Também Goste