Canonical libera as estatísticas sobre o Ubuntu 18.04 LTS

Canonical libera as estatísticas sobre o Ubuntu 18.04 LTS

Quando o Ubuntu 18.04 LTS foi lançado em Abril deste ano, o qual você pode ver a nossa cobertura neste artigo, a Canonical implementou uma ferramenta ”nova” no Ubuntu (que já existia em outras distros, como o Debian) que coletava alguns dados do computador do usuário, como o tipo do processador, quantidade de memória ram, HD, resolução da tela e etc. 

Muita gente ficou desconfiada, mas a grande maioria colaborou, e agora a Canonical mostra esses números.

Uma dúvida que não foi sanada por eles, é “ Quantos computadores participaram dessa pesquisa”, entretanto, segundo os dados liberados, 66% das pessoas que instalaram o Ubuntu 18.04 LTS aceitaram em enviar os dados referentes a instalação para a empresa.

Não foi possível mensurar a porcentagem de pessoas que estavam instalando o Ubuntu em uma VM ou em um computador “real”, por isso esses dados não ficaram claros no relatório.

Um dado apresentado também foi o tempo médio de instalação do Ubuntu nos computadores, que ficou na média de 18 minutos,  tendo algumas instalações chegando aos incríveis 8 minutos, muito provavelmente usando SSD e com uma internet muito rápida ou sem a opções de “download enquanto instala” ativadas.

Nós comentamos no último “Diolinux Friday Show” do canal a repercussão destes números, enquanto você confere os gráficos, confira o vídeo também:

Outra coisa que eles mostraram, foram números relacionados a CPU, GPU, quantidade de memória RAM, partição e tamanho da HD. Mostraremos abaixo. No gráfico abaixo, o “número de CPUs” representa a quantidade de núcleos do processador do usuário:

–  63% usam de 1 a 3 CPU e 27% usam de 4 a 6; além disso, 8% usam processadores com mais de 7 núcleos. .

–  51% usa de 1 a 4 GB de memória RAM, 31% de 5 a 8 e 13% de 12 a 24 GB;

– 79% dos usuários tem HD de até 500GB, 13% de 501 a 2TB e 7% com mais de 2TB;

–  54% das pessoas apagam o HD e fazem uma instalação limpa, 21% preferem a instalação manual, enquanto 8% preferem apagar e reinstalar o Ubuntu.

–  50% dos usuários tem uma única partição, 32% usam 2, 12% usam 3 e apenas 3% usam 4 ou mais partições.

Outro ponto que podemos destacar, são quais tipos de resolução de monitor o usuário está usando e 3 se destacaram, foram:

–  1920×1080 com 28% ; 

– 1366×768 com 25% ;

–  800×600 com 11% ;

Por último e não menos importante, foi mostrado quais países o Ubuntu vem sendo instalado e temos alguns dados bem interessantes. O EUA ainda concentra a maioria dos usuários, mesmo que haja distorções pela utilização da instalação padrão mas não muda muita coisa. Agora vem a surpresa, Brasil, Índia, China e a Rússia se destacam por usarem o Ubuntu em relação a Europa, Ásia e Oceania.

Ainda no blog do Ubuntu, Will Coke deixou a seguinte mensagem no final do seu post:

“Obrigado a todos que compartilharam seus dados. Compartilharei mais informações sobre o dados  assim que puder e adoraríamos saber a sua opinião sobre esses insights sobre os nossos usuários do Ubuntu.”

Se você quiser ver os posts originais, tanto do Will Coke, quanto das estatísticas, basta clicar aqui e aqui.

Muito legal saber desses números e que a comunidade está interessada mesmo em ajudar, pena que eles não divulgaram a quantidade de computadores que participaram, mas já é um começo.

Agora comente aí o que você achou desses números, você ajudou a criar esses dados?

Espero você até uma próxima e um forte abraço!

Talvez Você Também Goste
Samsung escolhe Ubuntu como distro Linux para o seu novo produto
Continue lendo

Samsung escolhe Ubuntu como distro Linux para o seu novo produto

Recentemente a Samsung demonstrou o DeX, um produto que deve ser utilizado em conjunto com os Smartphones topo de linha da empresa para entregar uma experiência desktop híbrida para os consumidores, até certo ponto, de forma semelhante ao que a própria Canonical pretendia fazer com o Ubuntu Phone.
Canonical faz lista com os Snaps mais populares
Continue lendo

Canonical faz lista com os Snaps mais populares

Não é novidade que a Canonical, empresa responsável pelo Ubuntu, nos últimos tempos vem investindo em seu formato de empacotamento de software, Snap. Agora a empresa fez um balanço demonstrando quais são os Snaps mais populares nas principais distros.