Como verificar se a sua distro Linux está vulnerável ao Meltdown e ao Spectre

Como verificar se a sua distro Linux está vulnerável ao Meltdown e ao Spectre

Depois da enxurrada de informações relacionadas às falhas que afetam virtualmente todos os processadores do mundo, as correções para os sistemas operacionais começaram a ser liberadas aos poucos.

Apesar da correção ter sido disponibilizada pelos desenvolvedores do Kernel Linux Vanilla, ele ainda está sendo distribuído para as distribuições e isso varia de sistema para sistema e de Kernel para Kernel.

Para fins de teste, foi criado um script que faz uma análise no seu sistema para identificar as vulnerabilidades, veja agora como você pode fazer o teste de Spectre e Meltdown na sua distro:

ꔷ Abra o Terminal;

ꔷ Cole que os seguintes comandos:

cd /tmp/
wget https://raw.githubusercontent.com/speed47/spectre-meltdown-checker/master/spectre-meltdown-checker.sh
sudo sh spectre-meltdown-checker.sh
Exemplo de vulnerabilidade
Exemplo de um CPU/S.O. vulnerável

Se você estiver vulnerável não entre em pânico, no momento, praticamente todos estão, mesmo com as correções que adicionam apenas uma camada extra de proteção.

Para saber mais você pode rodar este comando:

sudo sh spectre-meltdown-checker.sh --disclaimer

Verifique com a sua distribuição qual a política de atualizações que eles estão aplicando, isso pode variar de sistema para sistema e fique de olho aberto, mantenha um Firewall ativo e preocupe-se sempre com a sua segurança, tudo isso pode não evitar por completo uma possibilidade de invasão, mas certamente aumenta a dificuldade.

Até a próxima!

Fonte

Talvez Você Também Goste
Como iniciar uma partição NTFS no Ubuntu durante o Boot
Continue lendo

Como iniciar uma partição NTFS no Ubuntu durante o Boot

Essa é uma daquelas dúvidas que muita gente tem, acostumados a criar um "Disco D" no Windows para usar como backup de arquivos e, em muitos casos, especialmente quando a pessoa usa Dual Boot, essa partição acaba servindo justamente como "ponte" entre os arquivos do Linux e os do Windows, porém, no Linux, todas as unidades precisam ser montadas para que possam permanecer acessíveis, independente do sistema de arquivos.