Hackers conseguem invadir WhatsApp e Telegram sem quebrar a criptografia dos Apps

Quem imagina que é necessário quebrar a criptografia das mensagens do WhatsApp para acessar conversas alheias está enganado. O canal do YouTube Thomas Fox-Brewster demonstra como é feito o ataque em poucos minutos.

Thomas Fox-Brewster


Ao invés de atacar os aplicativos diretamente, o ataque direcionou seu esforços para quebrar os protocolos de segurança do Signaling System 7, uma rede gerenciada normalmente pelas empresas de telefonia que conecta os celulares e Smartphones e funciona como se fosse um Hub central, de modo que as únicas entidades que tem acesso a isso normalmente, sejam as operadores e os governos.
Apesar deles não explicarem e nem darem detalhes do que estão fazendo nos vídeos, é claramente perceptível como o invasor consegue controlar as contas das vítimas, tanto no WhatsApp, quanto no Telegram.

Ataque ao WhatsApp


Ataque ao Telegram

De nada adianta as empresas investirem tanto na segurança de seus produtos se a rede em que os Smartphones se conectam tem falhas  e permitem ataques desta forma.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Talvez Você Também Goste