Novo Android é mais vulnerável

Novo Android é mais vulnerável

O analista e pesquisador da area de segurança Jon Oberheide publicou uma análise na última segunda-feira em que afirma que a nova versão do sistema operacional Android – de número 4.1 e conhecida como Jelly Bean – será bastante difícil de invadir e ser explorada por hackers, pois usa métodos mais garantidos para proteger os dados dos usuários.

A versão 4.0 ou Ice Cream Sandwich já contava com o sistema, mas foi incapaz de lidar com ataques com a instalação de malwares, e é isso que o Google promete resolver com a revisão.

Recentemente, a empresa de segurança online Symantec removeu um malware que contaminou a loja de aplicativos do Android – a Google Play – e que havia prejudicado entre 50 e 100 mil usuários de tablets e smartphones equipados com o sistema operacional.  O vírus era escondido em jogos populares como Super Mario Bros ou Grand Theft Auto 3.

Segundo Oberheide, o novo Android  trará mais garantias porque trará uma adaptação no sistema ASLR, que implementaria uma proteção em diversas áreas do sistema operacional e que bloquearia os hackers que exploram bugs de corrupção de memória ao impedi-los de saber com antecedência onde seus malwares seriam carregados.

Para saber mais, leia a análise completa (em inglês).


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Purism lança campanha para criar um Smartphone GNU/Linux
Continue lendo

Purism lança campanha para criar um Smartphone GNU/Linux

Atualmente nós temos o Android, que é um dos maiores cases de sucesso do Linux em toda a história, porém, diferente do que convencionalmente se vê nos desktops, o Android é "apenas Linux" e não "GNU/Linux", por não utilizar o ferramental do projeto iniciado por R. Stallman, além é claro, de não se importar com a privacidade plena dos usuários, como o pessoal da Purism se propõem a fazer.
Conheça o Galaxy de 10 polegadas da Samsung
Continue lendo

Conheça o Galaxy de 10 polegadas da Samsung

A Samsung apresentou nesta quinta-feira (15/08), o Galaxy Note 10.1, uma versão maior do dispositivo. A companhia sul-coreana lançou o aparelho nos Estados Unidos, Reino Unido e Coreia do Sul, nesta quinta-feira (16/08).