Operadoras poderão deixar de usar postes para o cabeamento de internet e telefone

Operadoras poderão deixar de usar postes para o cabeamento de internet e telefone

A Telcomp, Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas, estima mudanças na construção na infraestrutura das redes do nosso país. Isso graças a entrada da nova operação do SNOA, Sistema Nacional de Ofertas no Atacado, com previsão de início ainda este mês.

Através de tubulações, que eram utilizados em infraestruturas de redes antigas, o sistema da Anatel tende a ser alimentado gradualmente por novas redes em grandes cidades. Atualmente os cabos e fios estão mais compactos e resistentes, ao contrário dos cabos antigos. Essas tubulações foram praticamente subutilizadas no passado, por depender de uma infraestrutura economicamente não replicável e na época a tecnologia era de custo mais elevado. Pois os cabos eram maiores e mais pesados, dificultando todo o processo.

Na atual infra existem desavenças com as provedoras de internet e as donas dos postes, ocasionando assim em confrontos pelo espaço utilizado. Já com a utilização dos dutos, abre-se várias possibilidades para o descongestionamento da rede e assim criar uma distinção entre elas (elétrica e a de comunicação). Acarretando em maior segurança, podendo desmotivar eventuais atos de vandalismos e furtos de cobre ou fibra óptica, por dificultar o acesso a pessoas não autorizadas.

rede-elétrica-internet-telecomunicação-tubos-poste-poluição-visual-fios

O sistema de dutos oferece preços atrativos ao mercado, com aluguéis e preços limites entre R$120 e R$750 o quilômetro. Cabe agora a mobilização das empresas interessadas, tornando mais agradável e menos poluído o visual das grandes cidades brasileiras. 

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

Fonte Telesintese


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Talvez Você Também Goste