Entroware anuncia Hades, um desktop poderoso com Ubuntu e AMD

Entroware anuncia Hades, um desktop poderoso com Ubuntu e AMD

A empresa britânica Entroware não está para brincadeira e entrou de vez no mercado de computadores com Linux, mais precisamente com o Ubuntu, com opções poderosas e que fazem frente a grandes players do mercado, como Dell, Samsung, Acer, entre outras.

Recentemente a empresa apresentou ao mercado europeu o seu poderoso e elegante All-in-One Ares, com uma tela de 24” Full HD e com opções de processadores Intel de 8ª (do i3 ao i7). Fizemos uma matéria bem completinha e detalhando melhor ele, o post para conferir ele é esse.

Já o Entroware Hades é o primeiro desktop da empresa a ser oferecido com processadores da AMD da série Ryzen TR, indo do 1900x ao 2990WX, para placas de vídeo as opções também são vastas e devem se encaixar nos bolsos dos que estão querendo economizar, até aqueles que querem a performance mais bruta possível, indo desde de uma GT 1030 de 2GB, até um SLI de 2080 TI de 11GB (quanta ignorância hein 😛 ). Os sistemas operacionais disponíveis são Ubuntu 18.04 LTS (versão padrão, com Gnome) ou o Ubuntu MATE 18.04 LTS. A empresa oferece garantia de 3 anos nesse pequenino “torpedo”.

A configuração básica dele que custa £1,599.99, vem com:

Processador: Ryzen TR 1900X 3.8Ghz (8 cores, 16 Threads);

Memória Ram: 16GB DDR4 2933Mhz;

Armazenamento: SSD de 120GB SSD 

GPU: NVIDIA GeForce GT 1030 de 2GB 

Sistema Operacional: Ubuntu 18.04 LTS.

Já a versão mais cara do desktop sai pela bagatela de £6,224.91

Processador: Ryzen TR 2990WX 4.2Ghz (32 cores, 64 Threads);

Memória Ram: 128GB DDR4 2400Mhz ECC;

Armazenamento: SSD de 2TB

Armazenamento adicional: HD de 8TB

GPU: NVIDIA GeForce RTX 2080 Ti 11GB

Sistema Operacional: Ubuntu 18.04 LTS.

Monitor: Matte HD de 27”

Garantia: 3 anos Platinum

Mouse e Teclado da Logitech

Como o meu amigo e companheiro de blog, Henrique comentou, gostaria muito de poder por as mãos em uma belezinha dessas e poder ver qual o poderio que podem entregar com o Ubuntu pré-instalado, como a Dell faz com os computadores e notebooks do projeto Sputink.

Iniciativas como essas deveriam ser mais praticadas em terras “tupiniquins”, como as lojas de grandes varejos (Casas Bahia, Americanas, Magazine Luiza e entre outras) junto com as empresas, além da Dell, como Samsung, Acer, Lenovo e até a CCE (Positivo acho que nem no sonho mais otimista faria isso rs) fecharem alguma parceria com a Canonical e assim oferecer o Ubuntu pré-instalado nas suas máquinas (que seja bem instalado e não feito na “correria”).

Pois uma das grandes barreiras do Linux crescer no Brasil, aconteceu em um passado recente, quando se teve o “Boom” da informática e as empresas para não venderem os computadores sem sistema operacional (a lei não permite) colocavam “qualquer Linux” para a galera ter o primeiro contato e isso acabou criando grandes obstáculos ao sistema, fazendo com que as pessoas corressem para o Windows (na sua grande parte partindo para a pirataria) e assim tornando o Linux aqui no Brasil algo “terrível de se usar”. Só para citar, nessa época poderiam ter colocado o saudoso Kurumin do Carlos Morimotto, que fez um trabalho primoroso. Mas isso é assunto para outro post 😁

Se você precisar de mais informações sobre o Entroware Hades e preços, pode conferir no site.

Espero você até o próximo post, um forte abraço.

Talvez Você Também Goste
Como usar os pacotes Snap
Continue lendo

Como usar os pacotes Snap do Ubuntu em outras distribuições Linux

Eu vejo nos pacotes Snap do Ubuntu uma grande possibilidade para uma mudança de paradigma na forma de distribuição de software para Linux e uma das coisas importantes neste sentido é a compatibilidade com outras distros, assim como os pacotes FlatPak, veja agora como usar os Snaps em outras distros que não sejam o Ubuntu.
Novo repositório PPA para drivers open source
Continue lendo

Novo repositório PPA para drivers open source atualizados para o Ubuntu

Há algumas semanas atrás a Feral Interactive, a principal empresa que tem portados games para Linux nos últimos anos, pediu para que fosse disponibilizado para o Ubuntu o suporte para as versões mais recentes dos drivers de código aberto MESA de forma oficial pela Canonical. Até o momento não existe nada oficial, mas existem duas alternativas comunitárias.