Como instalar o OpenDrive – Google Drive Client no Linux

Como instalar o OpenDrive - Google Drive Client no Linux

Nos dias de hoje consumimos e produzimos muito conteúdo e ter um lugar para fazer o backup dessas informações é de suma importância, dessa forma evitamos a perda de arquivos produzidos, como documentos, vídeos, fotos ou qualquer outro que achemos importante.

Uma forma de fazer esses backups é salvando os arquivos na nuvem, onde serviços como o Google Drive são extremamente famosos.

O Google Drive é uns dos serviços de backup na nuvem mais conhecidos, ficando ao lado do Dropbox, o OneDrive da Microsoft, Mega (do antigo MegaUpload) e entre outros. E hoje vamos ensinar você a instalar o OpenDrive, uma ferramenta que utiliza a API do Google para fazer essa sincronização. Como o Google não disponibiliza um cliente oficial para Linux (ainda), acabaram surgindo várias alternativas, muitas delas já apareceram em outros artigos aqui no blog que você pode conferir.

O OpenDrive é oferecido para Linux em 3 principais formatos de empacotamento, .AppImage; .deb e .snap, além do código fonte, para quem desejar compilar.. Para baixar, você pode acessar o GitHub deles e fazer o download a versão que mais lhe agrada. Se você quiser,  também é possível usá-lo e no Windows e no macOS, para baixar a versão para estes sistemas basta acessar o site do OpenDrive.

Também fizemos um vídeo no canal explicando como usar a aplicação e de como instalar a versão Snap.

Essa dica é muito útil para quem precisa estar com os seus documentos ou arquivos sincronizados na nuvem, com fácil acesso a qualquer momento que precisar.

Você já testou o OpenDrive? O que achou da aplicação? Qual o seu serviço de backup preferido? Conte pra gente nos comentários.

Um forte abraço e até a próxima.

Talvez Você Também Goste
Canonical chama usuários do Ubuntu para testar Nvidia PRIME
Continue lendo

Canonical chama usuários do Ubuntu para testar Nvidia PRIME

O Nvidia PRIME é uma tecnologia que permite que os usuários de Linux utilizem de forma estável e funcional os computadores que possuem hardwares comutáveis, ou seja, que possuem dois chips gráficos, ou ainda, que possuem placas gráficas híbridas, como também é como de ser designado. Para melhorar a experiência de quem possui estar hardware no Ubuntu a Canonical precisa da sua ajuda.
Purism lança campanha para criar um Smartphone GNU/Linux
Continue lendo

Purism lança campanha para criar um Smartphone GNU/Linux

Atualmente nós temos o Android, que é um dos maiores cases de sucesso do Linux em toda a história, porém, diferente do que convencionalmente se vê nos desktops, o Android é "apenas Linux" e não "GNU/Linux", por não utilizar o ferramental do projeto iniciado por R. Stallman, além é claro, de não se importar com a privacidade plena dos usuários, como o pessoal da Purism se propõem a fazer.