Cerebro – Uma alternativa Open Source ao Spotlight do macOS

Cerebro - Uma alternativa Open Source ao Spotlight do macOS

Sabe aquelas aplicações que podem facilitar a sua vida e melhorar a sua produtividade? Pois é, o Cerebro é exatamente isso, mas não este que está na sua cabeça! 😁 Estamos falando no aplicativo de código aberto que permite que você consiga encontrar o que procura em poucos segundos.

A ferramenta não chega a ser uma extrema novidade no mundo Linux, o próprio KRunner do KDE Plasma segue um conceito parecido, sendo tão poderoso quanto, ou talvez até mais, existe também o Synapse, com uma função semelhante, mas seja pelo design, seja por ser multiplataforma ( O Cerebro funciona no Linux, no Windows e no macOS), sejam pelos seus plugins, esta é certamente uma aplicação para se conhecer.

Cerebro Linux

Com o Cerebro, você consegue fazer pesquisas no Google, fazer traduções rápidas através do Google Translate, fazer pesquisa nos aplicativos instalados no seu computador, fazer pesquisas por funções e configurações do sistema, entre outros.

Cerebro Settings

Se você abrir ele (a tecla de atalho padrão é CTRL+BARRA DE ESPAÇO) e procurar por “Cerebro Settings”, existem algumas opções que você pode definir, inclusive definir o seu país de origem, para ter resultados específicos, definir outra tecla de talho de sua preferência ou até mesmo mudar o tema. Existem outras funções disponíveis para ele via plugins também.

Você pode fazer o download para Linux, Windows e macOS diretamente pelo site do desenvolvedor, nele você também encontra o link par ao GitHub, para caso você queira ver o código da aplicação.

Para Linux existem versões em .deb e AppImage, veja aqui, todas as versões são compatíveis apenas com sistemas de 64 bits.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez Você Também Goste
Huawei começa a vender computadores com Deepin
Continue lendo

Huawei começa a vender computadores com Deepin

A situação entre os EUA e a Huawei não é a das melhores, ocasionando até na aceleração do desenvolvimento de sua possível alternativa ao Android, o misterioso HarmonyOS. Recentemente cogitei a possibilidade da empresa vender seus computadores com a distribuição Linux chinesa Deepin. E não é que acertei?