Samsung vai se juntar à LG para fazer a nova geração do Galaxy Note (menos explosiva)

Samsung vai se juntar à LG

A Samsung pode acabar fazendo uma parceria com a LG para o lançamento do Galaxy Note8. Após o episódio onde a empresa acabou pedindo que os usuários de um modelo de Galaxy Note7 interrompessem o uso de seus aparelhos por causa de um super aquecimento que estaria ocorrendo podendo os por em risco é hora de recomeçar a desenhar a linha, ou aposentá-la de vez.

A Samsung, após suspeitar que esse super aquecimento pudesse estar ocorrendo por causa da bateria do aparelho, acabou trocando para o fornecedor Amperex Technology Limited, o que aparentemente não foi o suficiente. Suspendendo a fabricação do aparelho e indicando que os consumidores devolvessem os aparelhos, chega a hora de repensar o modelo.

A empresa pode acabar fazendo uma nova tentativa agora com a LG buscando prevenir eventuais problemas no seu próximo lançamento com o Galaxy Note8.

Assim como a Samsung ainda não se posicionou oficialmente sobre o real motivo do super aquecimento do Galaxy Note7, a noticia sobre uma possível pareceria entre Samsung e LG é ainda uma especulação, pois essa pareceria para a LG pode ser um grande negocio se analisarmos a quantidade de aparelhos vendidos pela gigante asiática, terceirizando a produção do Note8 pode acabar sendo uma tentativa de resolução do problema, ainda que seja apenas por uma geração, assim quem sabe a Samsung conseguirá recuperar a credibilidade da marca, e especialmente do modelo, que acabou sofrendo alguns danos com os ocorridos.

E você o que acha dessa possível parceria entre as marcas?

Fonte

Talvez Você Também Goste
Laptops Linux com Coreboot começam a ser distribuídos pela System76
Continue lendo

Laptops Linux com Coreboot começam a ser distribuídos pela System76

O Coreboot, anteriormente conhecido como LinuxBIOS, é um projeto que começou em meados de 1999 no Laboratório Nacional de Los Alamos, Novo México. Visando ser uma alternativa livre aos firmwares proprietários (BIOS ou UEFI) disponíveis na maioria dos computadores. Gigantes como o Google, já deram algum tipo de apoio no projeto ao longo destes anos. Curiosamente os Chromebooks também executam a firmware livre.